quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Yom Kipur

Chegou a hora de pedir perdão...mas, mais importante do que isso: perdoar.

Aguit Iur a todos. Um texto de Marcos Woortman.

O perdão é a renovação dos votos. Votos de amor, de cuidado. É a morte e o renascimento. É deixar morrer o que se fez morrer, e cuidar do que nasce. O perdão é o voto a que cada ser humano tem direito, apenas por ter nascido. É o poder confiar novamente, de Deus para Deus em cada um.

É poder olhar com inocência o erro. Não a inocência do não saber, do não ter vivido ainda, mas a inocência do não ter culpa. Da inocência nasce o arrependimento que liberta. Só o amor traz liberdade, que é o amor e confiança sendo ação.

Dar, não receber. Pedir, e não esperar. Perdoar, confiar, entregar-se e agradecer. Estes são raios de sol que poucos conseguem olhar e sentir com toda intensidade – talvez apenas Deus consiga. Mas são esses mesmos os raios que acalentam e trazem vida e alegria de viver a todos os seres, de todos os mundos.

Do irreal, que não mais existe, ao real, agora. Das trevas à luz. O perdão é o cajado e o amor o caminho. Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.

Nenhum comentário:

Loading...