quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Chelm-On-The-Med: Falar de Israel sem ser chato

Além das questões de vida e morte, Israel é um lugar absurdamente divertido e animado para se viver, e é estranho que os judeus, famoso por seu humor de Charlie Chaplin a Seinfeld, não tenham a miníma idéia sobre o lado engraçado de Israel.

 Toda vez que lemos notícias no Terra, Uol, ou no Diário de Barrelas, nos deparamos com casos estapafúrdios, que nos fazem rir. Comentamos com os amigos, mandamos o link pra todo mundo no Facebook...enfim, unimos a humanidade em nome de uma piada idiota sobre uma pessoa qualquer em um país idiota. Porém, toda vez que você vai ler sobre Israel, procura notícias da Reuters, do Washington Post e xinga até não poder mais se a Carta Capital fala algo que não sabe ou não deve.
A questão é: Por que com Israel tem que ser tudo levado tão a sério?]

Mentira. Nem todo mundo leva Israel tão a sério. Não os israelis pelo menos. Se você for dar uma olhada na imprensa israelense, o fato é que eles estão sempre tirando sarro com a cara deles de coisas que somente eles poderiam fazer, tão estapafúrdias quanto o ET de varginha.
Com a intenção de que todos os observadores de Israel e pessoas que gostam de notícias babacas pudessem ter mais um site para olhar isso tudo, surgiu o Chelm-On-The-Med


A criadora do site, Daniella Ashkenazy, é uma jornalista israeli que trabalha no Jerusalém Post e que em seu tempo livre, posta tudo o que ela acha de mais engraçado, idiota e absurdo sobre a vida em Israel.
Segundo ela, "a maneira como os jovens da diáspora são educados a saber sobre Israel não é nada didática, e sim totalmente rotulado e pré-concebido."

O grande objetivo do projeto é mostrar a todos, mesmo aos que não entendem nada de Israel, que lá acontecem normais e anormais também, como em todo país, e que não se fala só em guerra, ou em conflito, religião e festas judaicas.
Nada mais justo do que fazer rir. Não sobre Israel, mas COM Israel.
O endereço do site (em ingês):  Chelm-On-The-Med
   
   


segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Painel sobre Imigração Judaica no Rio Grande do Sul

O grupo ALMAH da WIZO, convida o público para um painel sobre a imigração judaica no Rio Grande do Sul, em lembrança aos 106 anos da epopéia dos judeus no Sul do Brasil.
O painel conta com a apresentação da professora e pesquisadora de História Ieda Gutfreind, os atores Mirna Spritzer e Sergio Lulkin e uma canja musical de Léo Unikowski.
O evento ocorre dia 25 de outubro, segunda-feira, as 19h30min no auditório da FIRS (Rua Gen. João Telles, 329). O ingresso são 2kg de alimento não perecível.

COLÕNIA DE QUATRO IRMÃOS (1950)

Trabalhadores da serraria de Luiz Ellert, em sociedade com a ICA, no dia em que chegaram os tratores e as máquinas para o trabalho. (Década de 50)


Os movimentos Juvenis e a caminhada de Iom Ierushalaim (1982)

Os jovens da comunidade e seus movimentos sionistas, sempre estiveram presentes nas atividades relacionadas com as datas festivas judaicas. Na foto, de 1982, podemos ver o grupo formado pelo movimento Ichud Habonim (hoje Habonim Dror) e o Movimento juvenil da Sibra (Hoje Chazit Hanoar) se preparando para realizar uma caminhada em homenagem ao Dia de Jerusalém.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Palestra com o Cônsul de Israel

Essa é para todos os interessados em comunicação, política e relações internacionais: Hoje, as 20h, ocorre na FIRS uma palestra com o Cônsul de Israel em São Paulo, Ilan Sztulman, cujo tema é "A Diplomacia Atual e a Internet". É a primeira visita do Cônsul a Porto Alegre, que veio especialmente para a solenidade da aprovação da lei do ensino do Holocausto nas escolas do Estado. Além disso, é uma grande oportunidade para se inteirar sobre assuntos atuais. Depois não reclama que não sabe de nada, hein!




Saiba mais sobre Ilan Sztulman

Após sete anos sem representação diplomática em São Paulo, Israel nomeou um novo cônsul-geral para a cidade. O brasileiro Ilan Sztulman, 52 anos, que vive em Israel desde os 18, assumiu o cargo em setembro, com a intenção de "estreitar ainda mais" os laços entre os dois países.


Sztulman diz seu trabalho será voltado com intensidade no aprimoramento de relações comerciais entre Brasil e Israel. O Cõnsul também vê um importante intercâmbio cultural em andamento, com a presença constante de artistas israelenses nas Bienais de Artes, mostras de cinema e outros setores.


Fonte: FIRS


Flashmob movimenta Porto Alegre

Em uma iniciativa inovadora, alguns jovens da comunidade decidiram promover FlashMobs em Porto Alegre para divulgar o Festival Choref de Dança Israeli da América Latina, que acontece a cada dois anos na cidade. Essa é décima terceira edição do evento, que, portanto, comemora seu bar-mitzvah. O Festival acontece nos dias 22,23 e 24 de outubro, com duas apresentações principais no Teatro do Bourbon Coutry, sábado e domingo. Informações e ingressos na Fundação Kadima. (Telefone: 33118238)

FlashMobs, um fenômeno de Youtube

Flash Mobs são aglomerações instantâneas de pessoas em um local público para realizar determinada ação inusitada previamente combinada, se dispersando tão rapidamente quanto se reuniram. A expressão geralmente se aplica a reuniões organizadas através de e-mails ou meios de comunicação social.
O primeiro FlashMob organizado pelos jovens dançarinos ocorreu no domingo, 26 de setembro, na Redenção.


O segundo ocorreu no último domingo, dia 17 de outubro, no Shopping Bourbon Country. O vídeo ainda não foi divulgado, porém disponibilizamos algumas fotos.




FlashMobs que fizeram história

Existem alguns FlashMobs que ficaram famosos mundialmente, seja pela sua capacidade de reunir um grande número de pessoas, coreografias ou momentos especiais.

FlashMob na Bélgica, estação central, com o tema "The Sound of Music", da Noviça Rebelde.



FlashMob na Estação Central de Liverpool, uma propaganda de celular.



FlashMob no programa da Oprah Winfrey com os Black Eyed Peas em Chicago. É considerado o maior flashmob da história.



FlashMob tributo a Michael Jackson em Estocolmo.




quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Shiri Maimon: A Beyoncé do Oriente Médio

O Teatro da AMRIGS estava com lotação máxima ontem e Shiri Maimon, a bela cantora vinda diretamente de Israel para o palco de Porto Alegre, não deixou nada a desejar - a não ser a alguns marmanjos que babavam na plateia - em uma apresentação que impressionou a todos que não conheciam, ou duvidavam, de sua consistência vocal.
Pois a musa do Oriente Médio, que tem como inspiração o R'n'B americano e cantoras como Beyoncé e Alicia Keys, não é apenas mais um rostinho bonito. Com um repertório que mistura suas canções e alguns clássicos da música israeli (e vá lá, uns hits americanos), Shiri Maimon agradou o público portoalegrense presente no show, composto por distintas faixas etárias.

Shiri iniciou acompanhada de sua banda, que segurou bem o tom, com um sucesso seu e logo depois tocou seu mais famoso hit "Ahava Ktaná", que muitos na platéia reconheceram, apesar de suas canções não serem muito conhecidas por aqui. Logo após, apresentou baladas - uma, inclusive, dedicada a Guilad Shalit - e embalou diversos sucessos israelís, como a adaptada de "País Tropical, de Jorge Ben Jor, "Eretz Tropic Yafá", "Haleluia" e a canção-tema de Rabin, "Shir La Shalom". Tudo, sempre, com muita energia, rebolados e altos, muito altos tons vocais.

O evento, em comemoração aos 90 anos do Fundo Comunitário, foi muito além do esperado. Até porque, para muitos, nada era esperado. Shiri Maimon foi uma bela surpresa para os olhos e ouvidos de todos os desavisados.

Shiri Maimon conheceu a Sababah...

...e nos concedeu uma entrevista, que em breve estará no SABABAH TV

Loading...