quarta-feira, 23 de junho de 2010

Gilad Shalit - Jovem completará quatro anos preso

Um garoto, recém integrado ao exército israelense, de uma hora para outra, não sabe o que é liberdade. Gilad Shalit completará 4 anos sem ver os seus pais, sem pisar em sua pátria, sem passear com os seus amigos, sem viver uma vida normal.

O dia 25 de junho de 2006 jamais foi esquecido pelos cidadãos israelenses. Em um ataque ao Kerem Shalom, na Faixa de Gaza, militantes do grupo Hamas sequestraram Gilad e, até hoje, exigem a libertação de milhares de palestinos, presos por crimes de guerra, em troca do jovem soldado.

Se pensarmos de forma lógica, numericamente, a troca ultrapassa a injustiça. Porém, Gilad representa muito mais do que uma vida, Gilad simboliza milhares de jovens que, anualmente, se alistam ao exército e cumprem, no mínimo, três anos de serviço militar. Por isso, o governo israelense segue batalhando. Em comunicado oficial, o primeiro ministro Byniamin Netanyahu chegou a oferecer a libertação de 1000 terroristas, mas não obteve resposta alguma (Guysen.International.News).

O filho do Estado de Israel. Assim é considerado Gilad Shalit. Como bons pais, através de passeatas, protestos e negociações, os israelenses tentam reverter a situação que, nesse momento, com muita tristeza, ainda é de total impotência.

Clique aqui e assista ao show de Shlomo Artzi em homenagem a Gilad Shalit

Gustavo Schwetz

Nenhum comentário:

Loading...